Publicidade
Home  >  News Voltar

A. Lange & Söhne - SIHH 2010Richard Lange "Referenzuhr"

20 de agosto de 2010
Uma unidade de referência da medida do tempo: o Richard Lange "Referenzuhr"


Com sua função "Zero-Restart", um inovador mecanismo de volta a zero dos segundos, o Richard Lange "Referenzuhr", fabricado em série limitada, enriquece uma linha de relógios de observação orientados à cronometragem de precisão.



Como o famoso personagem que lhe deu o nome, a família de relógios Richard Lange já escreveu toda uma página da relojoaria a serviço da maior precisão possível, ao sempre partir do pressuposto de que a capacidade do mestre se reconhece na precisão de um relógio. Esta família tem na A. Lange & Söhne uma história que remonta ao século XIX.

O Richard Lange "Referenzuhr" continua esta tradição com um pequeno ponteiro de segundos que pode ser colocado em zero. Acionado um botão situado mais acima da coroa, o ponteiro de segundos salta a zero e se detém nesta posição enquanto o botão é mantido apertado.

Um acoplamento de discos vertical se ocupa, contudo, de que a medição do tempo não seja interrompida e que o mecanismo siga funcionando. Tão logo é solto o botão, o ponteiro de segundos é posto imediatamente em marcha.

Esta função "Zero-Restart" é muito valiosa para cronometragens curtas, de até um minuto. Ou para a sincronização de relógios espacialmente separados: ao se acionar o botão, o ponteiro de segundos é sincronizado com o de um relógio de referência na posição "sessenta" ou "zero".

Deste modo se toma a marcha em um momento determinado do relógio de referência e se transfere para o outro relógio.

O Richard Lange "Referenzuhr" é uma mostra de admiração e respeito a um dos centros da arte da medição do tempo, que desempenhou um papel essencial em Dresden no século XIX: o Serviço do Tempo do Salão das Ciências Matemáticas e Físicas.

Esta instituição, como "guardiã do tempo", era encarregada de determinar a hora local exata e comunicá-la à população. Em certo sentido, era uma precursora dos atuais relógios atômicos e dos emissores de sinais horários.

Na época, era necessário antes calcular a hora com base em observações astronômicas. O resultado assim obtido era transferido a um relógio de pêndulo de precisão no Salão.

Por último, com a ajuda de cronômetros de bolso especialmente precisos, os relógios dos lugares públicos, das autoridades e de outras instituições que dependiam de uma hora precisa, eram ajustados a esta hora de referência.

Entre os assinantes do Serviço do Tempo estavam os astrônomos e relojoeiros, assim como as estradas de ferro que então começavam a se desenvolver.

A configuração do mostrador do Richard Lange "Referenzuhr", com seu pequeno segundeiro excêntrico, remete a um predecessor histórico do ano de 1811: um cronômetro de bolso do qual existem provas de que foi utilizado no Serviço do Tempo para a sincronização.

Ele é obra de Johann Heinrich Seyffert, que como nenhum outro relojoeiro, fez avançar a relojoaria de precisão em Dresden. Seu cliente mais famoso foi o famoso pesquisador da Natureza Alexander von Humboldt, que lhe comprou um cronômetro para sua grande expedição pela América do Sul.

Com seis semioscilacões por segundo, um grande balanço excêntrico e uma espiral desenvolvida e fabricada na própria manufatura, o Richard Lange "Referenzuhr" oferece a precisão que cabe esperar de um relógio a serviço da ciência.

A visão através do fundo de cristal de safira é um autêntico colírio para os olhos dos amantes dos refinamentos técnicos: o mecanismo de alavancas "Zero-Restart", assim como a engrenagem da corda, são visíveis dispostos sobre a platina três quartos.

A edição estritamente limitada a 50 exemplares em platina e 75 exemplares em ouro rosa sublinha o caráter exclusivo desta extraordinária peça de coleção.



Richard Lange "Referenzuhr"


Mecanismo:

Calibre da manufatura Lange L033.1, corda manual, fabricado segundo os mais altos critérios de qualidade da Lange e decorado e montado à mão; regulação de precisão em cinco posições; platinas e pontes de alpaca natural; ponte do balanço gravada à mão

N° de peças: 276

Rubis: 34

Dimensões: diâmetro: 30,6 milímetros; altura: 6,8 milímetros

"Chatons" de ouro parafusados: 1

Escape: escape de âncora

Sistema de oscilação: balanço de Glucydur antichoques com regulador excêntrico; espiral do balanço da mais alta qualidade, de fabricação própria, frequencia de 21.600 semioscilações por hora, regulação de precisão de marcha com parafuso de ajuste lateral e mola em forma de pescoço de cisne

Reserva de marcha: 38 horas com corda completa


Funções:

Indicação das horas, minutos, pequenos segundos com parada do segundeiro e mecanismo "Zero-Restart", indicação da reserva de marcha


Elementos de manipulação:

Coroa para dar corda ao relógio e ajustar a hora, botão para a colocação em zero do ponteiro de segundos


Caixa:

Dimensões: diâmetro: 40,5 milímetros; altura: 11,2 milímetros
Cristal e fundo transparente: Cristal de safira (dureza 9)



Referência 250.032

Caixa em ouro rosa
Mostrador em prata maciça, prateada
Limitada a 75 exemplares
Ponteiros: ouro rosa; pequeno segundeiro: aço azulado
Pulseira: couro de crocodilo costurada à mão, marrom e vermelha
Fecho: fivela Lange maciça em ouro rosa



Referência: 250.025

Caixa em platina
Mostrador em prata maciça, rodiada
Limitada a 50 exemplares
Ponteiros: ouro, rodiado; pequenos segundos: aço azulado
Pulseira: couro de crocodilo costurada à mão, preta
Fecho: fivela Lange maciça em platina
 
Mecanismo de "Zero-Reset"
Cronômetro de bolso de Johann Heinrich Seyffert, 1811

NotíciasRelacionadas

13 de janeiro de 2020
04 de fevereiro de 2019
01 de fevereiro de 2018

BRANDPARTNERS