Publicidade
Home  >  News Voltar

CartierUma visita à Manufatura Cartier

22 de abril de 2008
No dia 9 de abril de 2008, em uma fria manhã de primavera com ares de inverno, partimos de Genebra com destino a La Chaux-de-Fonds, um dos berços da tradicional relojoaria suíça, aonde visitaríamos a Manufatura de Relógios Cartier.

Após uma agradável viagem de automóvel de cerca de uma hora e trinta minutos, na companhia de Berangere Perrin, Gerente de Relações com a Imprensa e Eventos da
Cartier América Latina e Caribe, nos encontramos com outros membros da imprensa de diversos países latino-americanos para o início da visita.

Fomos guiados por um relojoeiro da manufatura, que com sua simpatia e grande conhecimento técnico contribuiu para uma jornada bastante proveitosa.

A Manufatura de Relógios Cartier foi completada no ano 2000, e se estende por uma área de mais de 30.000 m2, dos quais um terço é dedicado à produção. Ela reuniu sete locais de produção que anteriormente se espalhavam pela região, e atualmente emprega cerca de 750 pessoas.

Três áreas principais compõem a estrutura da Manufatura: projeto e desenvolvimento, produção e controle e serviço ao cliente. Da transformação de desenhos em modelos tridimensionais, em modernas estações de trabalho, até a montagem final do relógio, passando pela produção de peças e acabamento, entre outras inúmeras operações, tudo é feito sob um único teto.

Tivemos a oportunidade de visitar as oficinas onde são criados os modelos complicados da Coleção Privée Cartier Paris, além de pedidos especiais. Peças para a restauração de modelos antigos também podem ser produzidas, o que se constitui em uma garantia para o cliente Cartier, já que este poderá ter seu relógio reparado, mesmo que o modelo tenha sido há muito retirado de produção.

Particularmente interessantes são as oficinas onde as técnicas do Enamel e Cloisonée são executadas, artes que quase foram abandonadas pela indústria relojoeira e que hoje contribuem para a criação de peças únicas, de insuperável beleza.

Por volta do meio-dia nos despedimos de nosso guia e retornamos a Genebra. Gostaríamos de agradecer à Cartier, na pessoa da Srta. Perrin, pela oportunidade da visita e pela atenção que nos dispensou durante a mesma.
 

NotíciasRelacionadas

07 de abril de 2020
23 de janeiro de 2019

BRANDPARTNERS