Publicidade
Home  >  News Voltar

Louis MoinetO novo Memoris

14 de dezembro de 2015
O novo Memoris da Louis Moinet foi lançado em Baselworld 2015 e recentemente selecionado como um dos finalistas na categoria cronógrafo do Grande Prêmio de Relojoaria de Genebra.



Na opinião de Jean-Marie Schaller, CEO da Ateliers Louis Moinet, é provavelmente o lançamento mais importante da marca. Memoris foi criado em um momento histórico, entre o décimo aniversário da Ateliers e o bicentenário do cronógrafo inventado por Louis Moinet, em 1816.

O modelo pretende honrar a memória do ilustre Louis Moinet ao posicionar o cronógrafo não como uma complicação adicional, mas como o componente central do relógio - desta forma, a Ateliers Louis Moinet o chama de cronógrafo relógio.


Este conceito do cronógrafo como a função primária e o tempo como a complicação teve seu início de desenvolvimento três anos atrás, a partir do zero. "Nós não poderíamos nos inspirar no que já havia sido feito; em geral, trabalha-se com a premissa de que o cronógrafo é uma complicação adicionada à indicação do tempo", explica Schaller. "Nosso ponto de partida foi o oposto: relembrar o passado e fazer do cronógrafo o centro do nosso projeto - a seguir, acrescentar a função do tempo".

O conceito é fácil de ser compreendido, mas transformá-lo em realidade mecânica foi um esforço considerável. Compartilhando seu pensamento estratégico com a Concepto, o fabricante de movimentos que trabalha em parceria com a marca desde o seu início, a Louis Moinet considerou o conjunto usual de perguntas da relojoaria tradicional, mas aplicou-as para o cronógrafo: o que deve ser destacado, quais técnicas devem ser utilizados, e o que deve ser exibido?


Um profundo estudo da história da relojoaria levou às primeiras respostas. Sem nenhuma dúvida, um cronógrafo nobre deveria ter uma tradicional roda de colunas. A tradição também leva a um único botão, uma parte delicada do projeto. E, naturalmente, o cronógrafo deveria ocupar um lugar de grande destaque no mostrador.

Como resultado, cada aspecto da ação do cronógrafo pode ser admirado: o acionamento, a parada e a volta a zero. O gracioso movimento da roda de colunas, cames e engrenagens é uma visão fascinante, livre de impedimentos. A Louis Moinet optou por colocar o funcionamento da "complicação tempo" no verso do movimento, sob a platina principal.


Para exibir o cronógrafo da forma que ele merecia, a Louis Moinet recriou praticamente todos os itens decorativos - uma nova caixa, novos ponteiros, novo mostrador, uma nova massa oscilante, e muito mais.

Como um bônus, a Louis Moinet imaginou um novo uso para os rubis. Estas peças, normalmente destinadas à utilização como pivôs, para fazer com que os componentes do movimento movam-se com mais suavidade, encontraram uma nova aplicação, nas garras da caixa. "Nós decidimos que uma rotação suave, sem esforço, não precisava ser reservada exclusivamente ao trem de engrenagens", explica Jean-Marie Schaller.


O resultado final é Memoris: um relógio de 46 milímetros, disponível em ouro rosa ou ouro branco, em duas edições limitadas de 60 peças. Ele celebra muito dignamente a herança de Louis Moinet com uma visão atual e criativa, enraizada na sua história.


O funcionamento de Memoris

O novo calibre LM54 tem frequência de 28.800 alternâncias por hora (4 Hz), 302 componentes e uma reserva de marcha de 48 horas. Mais de sessenta peças foram projetadas e fabricadas para permitir que o cronógrafo fosse apresentado no topo da platina principal, separando-o do movimento automático abaixo.


O movimento possui um sistema de corda automática chamado "Energie Plus", que proporciona maior eficiência e permite que o relógio seja carregado em ambas as direções.

Além do "Energie Plus", um rolamento com esferas de cerâmica em miniatura montado no rotor torna mais suaves as operações de carregamento, pois minimiza o atrito.


Sobre Louis Moinet

A Ateliers Louis Moinet foi fundada em Saint-Blaise, Neuchâtel, em 2004. A empresa independente foi criada como uma homenagem a Louis Moinet (1768-1853), um mestre relojoeiro, inventor certificado do cronógrafo (1816), e pioneiro na utilização de frequências elevadas (216.000 alternâncias por hora).


Louis Moinet foi relojoeiro, erudito, pintor, escultor e professor na Escola de Belas Artes, assim como o autor do "Traité d'Horlogerie", um tratado de relojoaria publicado em 1848, que permaneceu com uma obra de referência durante quase um século.

A Ateliers Louis Moinet perpetua esse legado com relógios produzidos em edições limitadas e que já ganharam alguns dos prêmios mais cobiçados, incluindo um Red Dot Design Award (categoria Best of the Best), um prêmio no Concurso Internacional de Cronometria e um recente Prêmio Mérito da UNESCO.


As criações da Louis Moinet muitas vezes fazem uso de materiais incomuns, tais como fósseis e meteoritos, em uma abordagem criativa bastante original, combinada com complicações relojoeiras exclusivas. A marca considera como seus valores fundamentais criatividade, exclusividade, arte e design.



Louis Moinet Memoris - Ficha técnica


Movimento

Calibre LM54, com 302 componentes, projetado e fabricado pela Louis Moinet
Movimento automático bidirecional com função de cronógrafo no lado do mostrador, horas e minutos descentrados às 6 horas
Frequência de 28.800 aph (4Hz), ajuste cronométrico em 5 posições
Reserva de marcha de 48 horas, 34 rubis
Diâmetro 30,40 mm (13 ¼ linhas), espessura 8,90 mm
Decoração: Côtes de Genève, facetas com polimento diamantado, chanfros cortados com diamante, rodas com acabamento dourado 5N
Sistema automático "Energie Plus"
Massa oscilante com "Clous de Paris" concêntricas e padrão "Flor-de-lis"
Cronógrafo de botão único com roda de colunas, visível através do mostrador

Mostrador e indicações

Indicação de horas e minutos às 6 e pequenos segundos às 9
Ponteiro central do cronógrafo (60 segundos) com contrapeso
Contador de 30 minutos às 3
Ponteiros de horas e Minutos "Gouttes de Rosée", azulados com luminoso
Mostrador laqueado

Caixa

Criação original Louis Moinet®, composta de 52 peças, aro em duas peças e 6 parafusos, montados em um ângulo de 17°
Botão "Monopusher" com padrão "Clous de Paris"
Em ouro rosa ou branco 18K
Diâmetro 46 mm, espessura 15,75 mm
Resistente à água a 50 metros
Fundo fixado por 7 parafusos, gravado com número individual e símbolos de Louis Moinet
Garras parafusadas com um rubi de zircônio negro e 3 parafusos
Vidros de safira convexos com antirreflexos de dupla face

Pulseira

Couro de aligátor da Louisiana costurada à mão
Fecho de báscula de ouro 18K com motivo "Flor-de-lis"

Preço

49.500 Francos Suíços em ouro rosa e 55.000 Francos Suíços em ouro branco, sem impostos



Artigo originalmente publicado na Revista Pulso ed. 101, Nov/Dez 2015
 

NotíciasRelacionadas

10 de abril de 2017
01 de agosto de 2016
10 de maio de 2016
Publicidade

BRANDPARTNERS