Publicidade
Home  >  O Relógio  >  Marcas  >  ulysse-nardin Voltar

Ulysse NardinGuia de Marcas

Fundada em 1846, a Ulysse Nardin recebeu o nome de seu fundador, um talentoso relojoeiro. Nardin iniciou-se ha horologia por meio de seu pai, Leonard-Frederic Nardin, e aperfeiçoou suas habilidades sob a tutela de Frederic William Dubois e Louis JeanRichard-dit-Bressel, dois mestres relojoeiros cuja fama se estendia além das montanhas de Neuchatel, Suíça.

Em 1983, a Ulysse Nardin foi comprada por Rolf W. Schnyder, seu atual presidente. Mais ou menos ao mesmo tempo, Schnyder descobriu também o Dr. Ludwig Oechslin, um cientista, inventor, historiador e relojoeiro extraordinário. Em um relacionamento único de cooperação profissional e amizade pessoal, Schnyder e Oechslin criaram relógios que nunca antes haviam existido.

A coleção Ulysse Nardin orgulha-se de sua tradição de qualidade e inovação mecânica. Seu consistente excelência tem sido reconhecida também pela concessão de 18 medalhas de ouro internacionais e de 4.300 primeiros prêmios de excelência cronométrica.

Em seus mais de 150 anos de história, a Ulysse Nardin tem sido largamente respeitada como uma especialista em cronômetros marítimos. Entre os mais confiáveis e mais exatos já feitos, os cronômetros marinhos da Ulysse Nardin ainda são procurados por colecionadores ao redor do mundo, e têm estado a serviço das marinhas de cerca de 50 países.

Hoje, a Ulysse Nardin continua a desenvolver e produzir relógios especializados do mais elevado nível técnico em edições limitadas. Usando as invenções patenteadas da companhia, estes freqüentemente incluem complicações oferecidas por nenhum outro relojoeiro, tal como a renovada Trilogia de Astrolabium, Planetarium e Tellurium; o Jaquemart Repetidor de Minutos e o San Marco.

A Ulysse Nardin foi também responsável pelo renascimento de relógios cloisonné nos anos 1980, quando esta arte foi considerada como extinta.
Site oficial: www.ulysse-nardin.com

Vídeos Relacionados

Making of a Masterpiece
Masterpiece Collection
Ver mais vídeos

 Notícias Recentes

Novidades Salões

Diver Chronograph Artemis Racing

História

Ulysse Nardin nasceu em 22 de Janeiro de 1823. Após um treinamento inicial com seu pai, Léonard-Frédéric, ele é enviado até William Dubois, considerado como um dos maiores relojoeiros de precisão de seus dias.

A empresa Ulysse Nardin foi fundada em 1846. É o início de uma companhia que hoje tem quase 160 anos de existência. Os primeiros relógios fabricados são exportados para as Américas Central e do Sul através de um entreposto em Paris, Lucien Dubois, que foi o único cliente de Nardin por dois anos.

Em 1860, Ulysse adquire um regulador astronômico de alta precisão para regular seus cronômetros de bolso. Este é o bem conhecido regulador construído por Jacques-Frédéric Houriet por volta de 1768. Ele está agora em Château des Monts, Le Locle. É feita a primeira exportação para os Estados Unidos: repetidores de minutos, relógios altamente complicados, e cronômetros de bolso levam a reputação do fabricante de Le Locle cada vez mais longe.

Na Exposição Internacional de Londres, em 1862, a empresa recebe o maior prêmio, o "The Prize Medal", na categoria "Relógios complicados, cronômetros de bolso". O prêmio coloca Ulysse na liderança internacional entre os fabricantes de cronômetros de bolso.

Em 1865 a empresa se muda de sede para seu atual endereço, na 3 rue du Jardin.

Em 20 de fevereiro de 1876, morre Ulysse Nardin, provavelmente devido a um ataque cardíaco, com 53 anos de idade. Seu filho, Paul-David, de 21 anos, assume o controle da empresa.

Na Exposição Universal de Paris, em 1878, Paul-David Nardin obtém uma medalha de ouro por seus cronômetros marítimos e de bolso.

Em 20 de dezembro de 1890, duas patentes suíças são concedidas, uma delas para um mecanismo para cronômetro que permitia a corda diária sem reverter o bowl. Este sistema seria aplicado a caixas cilíndricas de alumínio lançadas por volta de 1893 em diante.
Em 1893, recebe uma Medalha de Ouro na categoria "Cronômetros marítimos e de bolso", como Primeiro Prêmio da Exposição Universal de Chicago. Foi apresentado um extraordinário cronômetro com caixa em ouro e prata decorada com uma alegoria das Artes e Ciências gravada em relevo.

A partir de 1900, nove cronômetros de bolso equipados com escapes com turbilhão são feitos por Paul-David Nardin.

No ano de 1904, cronômetros marítimos são fornecidos para os almirantados Russo e Japonês. Após a Guerra Russo-Japonesa, o Governo Imperial do Japão aumentou seus pedidos e se tornou um dos principais clientes da empresa.

Em 1906, recebe Primeiro Prêmio e Medalha de Ouro na Exposição Internacional de Milão. No Observatório Naval, em Washington, DC, EUA, os cronômetros Nardin levam os sete primeiros lugares. Um cronômetro Nardin quebra todos os recordes de performance em provas no Observatório de Hamburgo.

Na Exposição Internacional de Tóquio, o governo japonês compra três cronômetros de bolso.

Na Exposição Universal do Centenário, em Buenos Aires, Ulysse Nardin recebe um "Primeiro Prêmio" e uma "Medalha de Ouro".

Em 21 de janeiro de 1911, Paul-David tira sua terceira patente suíça (no. 54714), para um mecanismo de controle aperfeiçoado para a roda de cronometragem em timers cronógrafos. O propósito desta invenção era eliminar o salto sem controle da roda, o que poderia provocar erros difíceis de serem detectados.

No Observatório Naval de Washington, DC, em 1915, Ulysse Nardin fica com o primeiro lugar entre 60 cronômetros marítimos inscritos. Na mesma prova a empresa fica com 3 dos 5 primeiros lugares entre 217 relógios para convés inscritos.

Em 1916, Ulysse Nardin Produz um novo movimento. Suas pequenas dimensões (13") permitem que ele seja utilizado um relógios de pulso e de bolso.

Em provas do Observatório Naval dos EUA, em 1922, cronômetros marítimos Nardin levam os três primeiros lugares e classificam oito instrumentos entre os 14 primeiros. Primeiro Prêmio na Exposição Internacional de Tóquio.

Em 1923, no Observatório de Neuchâtel, em uma Competição Internacional de Cronômetros, organizada para marcar o centenário da morte de Abraham-Loius Breguet, Ulysse Nardin fica o único Primeiro Prêmio.

Um novo cronógrafo de bolso rattrapante, marcando décimos de segundo, é introduzido em 1935. Útil para cronometragem esportiva, numerosos prêmios e medalhas de ouro atestaram o seu sucesso.

Em 1939, Primeiros Prêmios em exposições internacionais em Barcelona, Zurique e Nova Iorque para cronômetros Nardin. Em cada uma, uma Medalha de Ouro.

No Observatório de Neuchâtel, em 1950, com um cronômetro ajustado por Louis Augsburger, a Ulysse Nardin quebra todos os recordes para performances de cronômetros desde 1901.

Na Exposição Nacional Suíça de Lausanne, em 1964, a Ulysse Nardin obtém o único "Prêmio de Honra" pelo relógio de convés "Sunstar".

Em 1975, o Observatório de Neuchâtel lançou sua última publicação oficial relacionada à performance de cronômetros, cobrindo o período de 1846 a 1975. De acordo com este relatório, a Ulysse Nardin obteve 4324 certificados de performance para cronômetros marítimos mecânicos de um total de 4504 concedidos, isto é, 95%, além de 2411 prêmios especiais, dos quais 1069 eram primeiros prêmios. Ulysse Nardin também obteve 747 primeiros prêmios nas categorias relógios de convés, cronômetro de bolso e relógio de pulso. Em várias exposições internacionais, Ulysse Nardin e seus sucessores obtiveram: 14 Grands Prix (Primeiros Prêmios), a "Prize Medal" e a "Progress Medal", 10 medalhas de ouro, 2 "Prêmios de Honra" e 2 medalhas de prata.

Em 1983, um grupo encabeçado por Rolf W. Schnyder assume a empresa.

Dois anos mais tarde, em 1985, é lançado o relógio Astrolábio Galileo Galilei, em homenagem ao grande físico, astrônomo e humanista. A Ulysse Nardin continua em seu caminho de sucesso, e ganha também um registro no Livro Guiness de Recordes, em fevereiro de 1989.

Em 1988, é lançado o relógio de pulso Planetário Copérnico, desenhado para homenagear o astrônomo polonês.

Em 1989, é produzido o primeiro relógio de pulso repetidor de minutos com automação, o San Marco, feito em uma edição limitada em ouro ou platina, e o cronógrafo rattrapante Berlin.

A "Trilogia do Tempo" é completada em 1992, com o Tellurium Johannes Kepler, um tributo ao astrônomo Alemão.

Em 1993 é lançado o modelo Automaton San Marco "Hourstriker", e a coleção "Cloisonné" Boat.

Na Feira de Basle de 1994 é lançado o GMT+, destinado a viajantes freqüentes, sob patente CH 685.965.

O 150o. aniversário da empresa é celebrado com a introdução do cronômetro marítimo 1846 como um relógio de pulso e do revolucionário Perpetual Ludwig, nomeado em homenagem a seu criador, Dr. Ludwig Oechslin.

A comemoração do 175o. aniversário de Ulysse Nardin, em 1998, se deu com o lançamento de um cronógrafo de apenas um botão, o "Pulsômetro".

Para marcar o início do novo milênio, em 1999 a Ulysse Nardin introduz o GMT+ Perpetual, duas criações únicas e exclusivas integradas em um único relógio.

"Chronos", a revista alemã sobre relógios, premia Ulysse Nardin como Relógio do Ano 2000 - Prêmio Inovação. Tanto leitores como um painel internacional de jurados votaram no GMT Perpetual como o mais destacado desenvolvimento técnico.

O lançamento do "Freak" 7 dias - turbilhão carrossel, no ano 2001, resultaria depois na obtenção do "Chronos Innovation Prize 2001". Poesia na relojoaria, sem ponteiros e sem uma coroa.

Em 2002 é lançado o Genghis Khan - o primeiro repetidor de minutos com carrilhão Westminster "Jaquemarts" e turbilhão da história.

O Genghis Khan recebe o "Chronos Innovation Prize 2003". No mesmo ano é lançado o Sonata, um único e incrível instrumento mecânico multifuncional.

 

Ulysse Nardin
A "Trilogia do Tempo"
Rolf W. Schnyder e Dr. Ludwig Oechslin
O movimento do "Freak"
Detalhe do Genghis Khan
x