Publicidade
Home  >  News Voltar

Urwerk - Exibição em GenebraO novo Urwerk UR103T

29 de janeiro de 2009
Desde a apresentação do primeiro UR103 em 2003, a coleção 103 se tornou emblemática da Urwerk. Ele inaugurou uma nova era na relojoaria contemporânea; revolucionário em seu lançamento, ainda permanece inigualável.


O UR103 foi um divisor de águas: é um marco, um relógio de sonho e uma fonte de inspiração para uma nova geração de relógios de vanguarda. Ele não pode ser definido apenas como um instrumento para a medida do tempo; ele é uma fonte de emoção, um trabalho de arte. Agora, a icônica coleção UR103 recebe o novo UR103T, apresentada em Genebra durante o SIHH.

'T' de Tempo? 'T' de Temeridade? 'T' de Teluriano? O 'T' no 103T inicialmente é um mistério, mas apenas até o primeiro olhar através do cristal de safira para o mecanismo logo abaixo. Então, logo percebe-se uma forma, que lentamente emerge da cruz orbital e estica suas pernas mesmerisantes: 'T' de Tarântula! A nova adição da Urwerk à coleção UR103 tem genes emprestados de um dos mais famosos membros do mundo dos aracnídeos.


A estética

No clássico UR103, o elemento central é uma cruz orbital em titânio. No novo UR103T, ele foi substituído por uma estrutura completamente redesenhada em ARCAP, uma liga muito estável de cobre/níquel. O ARCAP escuro recobre os satélites de horas em um abraço protetor - embora talvez possamos imaginar algo mais sinistro... Esta nova configuração assegura que os números dos satélites possam apenas ser vistos quando exigidos para dizer a horas quando passam pelo arco dos minutos. Com o UR103T, o tempo tem uma dimensão mais conceitual e filosófica do que no sistema aberto do UR103. Nele, o passado e o futuro estão ocultos - apenas o presente é revelado.


A técnica

O mecanismo de rotação dos satélites foi completamente modificado no UR103T. Neste modelo os satélites giram simultaneamente em múltiplos estágios, aguardando sua vez de indicar a hora. Cada satélite realiza quatro giros de 120° no período entre o final do arco de minutos e a chegada com um novo numeral. Esta complicação é mais de 300 vezes mais pesado que ponteiros tradicionais, um fator que requer absoluta precisão na manufatura de seus minúsculos componentes, e em sua montagem, balanceamento e regulação para se obter a excelente performance cronométrica que a Urwerk exige de seus relógios excepcionais.


A força

Os quatro satélites do UR103T são feitos de alumínio e montados na cruz de Genebra de bronze/berílio. O mecanismo é então suspenso pela estrutura da cruz orbital em ARCAP 40, um material leve, não magnético e resistente à corrosão, e montado sobre uma placa de ARCAP.

Contudo, a característica essencial do UR103T não é técnica, mas sim humana, uma grande realização do mestre relojoeiro da Urwerk, Felix Baumgartner, o chefe de design, o visionário Martin Frei, e sua talentosa equipe.


Especificações técnicas

O UR103T tem caixa de aço tratado com AlTiN (Alumínio, Titânio, Nitreto), com dimensões de 50 x 36 x 13,5mm (incluindo garras).

O movimento Calibre 3.03 tem corda manual e vibra a 21.600 vph/3Hz. A reserva de marcha é de 43 horas.

As pontes triplas são em ARCAP P40 negro. O tempo é indicado por satélites rotacionados por cruzes de Genebra.

No fundo, um painel de controle em titânio grau 5 tem indicador de reserva de marcha, mostradores de 15 minutos e segundos para ajuste preciso da hora, além de um parafuso para ajuste fino da marcha.
 

NotíciasRelacionadas

08 de fevereiro de 2019
14 de setembro de 2018
21 de junho de 2018

BRANDPARTNERS