Publicidade
Home  >  News Voltar

HublotAmpliação da Manufatura em Nyon

29 de setembro de 2015
Na presença dos embaixadores da marca Bar Refaeli, Lapo Elkann e Pelé, a Hublot inaugurou o segundo prédio de sua manufatura, em Nyon, Suíça.



O evento se dá apenas 6 anos após a inauguração de sua manufatura em 2009 e ocorre para lidar com seu crescimento e dar continuidade à verticalização de sua produção, ao dobrar a extensão da área da manufatura.


Um ano e meio após o início das obras, Jean-Claude Biver, Presidente da Divisão Relógios do grupo LVMH e Presidente da Hublot, e Ricardo Guadalupe, Diretor Executivo, receberam mais de 300 convidados do mundo inteiro - embaixadores, convidados VIP, amigos da marca e jornalistas. Entre eles, Bar Refaeli, Lapo Elkann e Pelé.


Pelé deu o pontapé inicial da cerimônia, seguido por um "gol" de Michel Pont, que criou a explosão de um Big Bang gigante, e pela chegada triunfal de Bar Refaeli, que saiu do prédio H1 e caminhou até o prédio H2 pela passarela de acesso direto entre os dois prédios, inspirada nas passarelas dos circuitos da Fórmula 1.


O evento é o pontapé inicial de uma campanha que comemora o 10o aniversário do Big Bang. A ampliação tem um significado simbólico para a marca, representando sua expansão e seu sucesso. Investimento de 20 milhões de francos, são 8 mil metros quadrados construídos pelo escritório de arquitetura Coretra, de Nyon, e mais de 100 postos de trabalho nos próximos 5 anos, o que elevará o efetivo da empresa a mais de 400 colaboradores na Suíça.


A nova unidade se dedica principalmente à fabricação de componentes dos movimentos de Manufatura e das caixas de relógios. Assim, as oficinas de micromecânica, com todo o parque de máquinas CNC, e as oficinas de decoração, galvanoplastia, mecânica geral e lavagem, para citar algumas, nela se instalaram em agosto passado, assim como o pós-venda e parte da administração.


Ao mesmo tempo, o prédio atual foi reorganizado, o que possibilitou a ampliação, no térreo, do departamento de Inovação, Pesquisa e Desenvolvimento, cuja atividade se concentra principalmente nos novos materiais e movimentos das Grandes Complicações. Isso permite também que os departamentos ASF (Montagem Componentes), T1 (Montagem Movimentos), T2/T3 (Montagem dos Conjuntos Caixa/Movimento/Mostrador e Relógios) e a Oficina Complicações se reorganizem e cresçam, de forma a acompanhar o crescimento da casa Hublot.


Por fim, a unidade de produção de Gland, que se dedica principalmente à fabricação de caixas e componentes em fibra de carbono, e a unidade de engastamento, se uniram à unidade principal de Nyon.


No quesito "desenvolvimento sustentável", a Hublot estará equipada com dois pontos de recarga Private One, que permitem uma recarga ideal tanto de um carro quanto de uma scooter. A empresa será também equipada com painéis solares fotovoltaicos, o que possibilitará a geração de energia elétrica renovável. Foi dada atenção especial ao rendimento e desempenho energético das instalações. Quanto ao conceito energético, o envoltório do prédio tem um desempenho 20% maior que a exigência da norma SIA 380/1 (Sociedade Suíça de Engenheiros e Arquitetos).

 

NotíciasRelacionadas

21 de outubro de 2018
10 de agosto de 2018
07 de junho de 2018
25 de março de 2018
Publicidade

BRANDPARTNERS